Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




aventuras na livraria

por aurora, em 23.11.14

Ora bem, comprei alguns livros há pouco tempo e deu-me na telha que devia vir para aqui contar sobre as minhas peripécias. A verdade é que são quase sempre as mesmas, quase sempre criadas por mim, e quem ainda tem paciência para ir comigo à caça de livros, merece uma medalha.

Sou o tipo de compradora que só sai de uma livraria quando tiver a certeza de que fez as escolhas certas. Tenho necessidade de gastar pelo menos duas horas a dar a volta ao sítio, de forma a que consiga ver o maior número de títulos possível. Gostava de ter super memória fotográfica, para poder piscar e, pronto, ficava tudo guardado cá dentro. Porque, logicamente, não consigo ver os livros um a um, por mais pequena que seja a livraria - mas esforço-me.

O certo é que sinto muitos remorsos se chegar a casa e começar a achar que podia haver alguma relíquia que escapou à minha inspecção. Isto, normalmente, acontece quando me apressam e pressionam a escolher. Eu não funciono bem à pressão, no que toca à literatura. Por isso é que nunca cumpro com os prazos académicos para ler certa obra e por isso é que preciso do meu tempo precioso a escolher o que devo meter no saco.

Isto levanta alguns problemas. Primeiro, não consigo ir sozinha às compras, porque sou uma bebé indefesa e insegura - preciso de alguém que esteja lá a segurar-me a mão; ou nem tanto, mas pelo menos alguém que me ature e me siga nas minhas buscas. Segundo, dói-me saber que não fui a todas as livrarias da cidade. Terceiro, apressar-me a escolher é pedir para ver-me em fúria. 

Eu até pesquiso na internet sobre preços, localizações, e faço wishlists ou estabeleço orçamentos. Mas não adianta. Tendo um tostão no bolso, já sei onde vou gastá-lo, porque isto é um vício e os vícios dificilmente se controlam. Depois, quando as prateleiras estão à minha frente, eu esqueço-me do que planeei e entro em fase de delírio, acabando por comprar coisas que não estavam na lista.

Ai, meu Deus, queria tanto ser rica!

Quando vou a um centro comercial, devo, portanto, espreitar todas as livrarias existentes, antes de fazer a minha escolha. Na última vez, gastei cerca de duas horas para escolher três livros. Três. Mas foram escolhidos com carinho.

Sabem os livros da book it? Os clássicos? Irrita-me profundamente não os encontrar em nenhum Continente e não ter nenhuma loja perto. Outra das formas de ver-me em fúria é quando não encontro os títulos que quero.

O meu maior desgosto é não ter uma única amiga, fisicamente próxima de mim, que partilhe da minha paixão. Dessa forma, vejo-me obrigada a ir às compras com gente que não gosta de ler e que, por essa razão, não pode dar-me sugestões, nem compreender o meu distúrbio.

Há pouco tempo descobri as vendas em segunda mão e fiquei muito feliz. O meu mais recente problema é que comecei a preocupar-me com as capas das obras, principalmente no caso de serem trilogias ou sagas, pois quero combiná-las e isso dá trabalho (e custa mais dinheiro). Também descobri as vendas pela internet! Olhem, não sei, acho que descobri a vida toda, a esta altura do campeonato.

Comprar é óptimo. Contem-me lá as vossas aventuras e desventuras na livraria que as minhas já foram todas contadas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:



aurora

foto do autor



goodreads


2015 Reading Challenge

2015 Reading Challenge
Kate Ozera has read 0 books toward a goal of 50 books.
hide

Bout of Books